Economia Solidária e Consumo

Em recente debate (virtual) no curso de especialização em Gestão Pública e Sociedade, Maria de Lourdes Oliveira trouxe à tona a frase de Paulo Freire “A educação não transforma a sociedade. Ela transforma os indivíduos que são os sujeitos que transformam a sociedade”.

Lourdes aponta que “o ideário da Economia Solidária só começará a ganhar força a partir da transformação dos indivíduos, que os leve a mudanças de comportamento individual e coletivo, no sentido de se propor a mudanças na perspectiva de vida, de estabelecer novas relações sociais, onde o consumo ocorra mais para satisfazer necessidades básicas”.

Longe de querer estender este texto nos conceitos teóricos e práticas da Economia Solidária x Consumo, concordo com Lourdes em acreditar que a educação e transformação dos indivíduos são fundamentais. É preciso trabalhar a forma como os indivíduos se relacionam entre si e com o mercado (sem querer parecer capitalista), para que tenhamos uma transformação profunda.

Continue lendo »

Anúncios

Cicatrizes da Terra

“…Então os proprietários
Ofereciam de graça
Terra p’ra botar roçado
E o povo veio em massa
Queimando toda a madeira
E só se via fumaça

Verdadeiros mutirões
Para as matas explorar
Mediam grande extensão
Sem controle a derrubar
E depois o mato seco
Pondo fogo p’ra queimar…”

Em tempos atuais onde valores comunitários e familiares se esvaem em meio a um modernismo tecnológico sufocante, consumismo irracional, e degradação da natureza, o resgate da história de municípios que outrora representavam esses valores é uma fonte de inspiração para todos que se engajam por um mundo melhor.

O livro “Cicatrizes da Terra” retrata um cenário quase utópico, no interior da Paraíba, um ideal que nós hoje buscamos através do movimento da Economia Solidária.

O livro descreve ainda como este cenário pouco a pouco foi destruído pelo avanço do progresso. Progresso?

Eu tenho a honra (e prazer) de divulgar este livro, escrito por meu avô, aos 88 anos de idade. Uma lição que deixou para nossa família, cuja mensagem retratada pelos seus filhos (meus tios e tias) no Prefácio da obra melhor expressam nosso sentimento ao reler suas palavras.

Leia toda a obra “Cicatrizes da Terra” »