Cicatrizes da Terra – Prefácio




INÁCIO FERREIRA DO CARMO, um cidadão comum, aos 88 anos de idade, faz um esforço de memória para retratar a vida do lugarejo berço de sua juventude, recorrendo a uma despretensiosa e nunca antes revelada veia poética.

Descreve com exatidão uma época de vida comunitária, em que destaca o apogeu e decadência da natureza degradada pela ação humana.

No seu trabalho, nota-se uma grande preocupação em transmitir às novas gerações a dura lição dos erros humanos cometidos no passado, com uma mensagem de esperança.

Na sua narrativa, faz uma homenagem às famílias que plantaram a base social do lugar e que deixaram as suas marcas na terra.

Louva-se este trabalho, por ser pioneiro como registro histórico, além de que poderá contribuir para inspirar ações em proveito da recuperação ecológica da região.

É com especial admiração que os seus filhos subscrevem este Prefácio:

Severina, Geraldo, Adélio, Manoel, Maria Zilda, Maria das Graças e Carlos Antônio.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s