Um ano fora do lar

Por Rosiane Ritzel De Deus 

Um ano fora do lar, do aconchego e da vida estável. Morar fora do ar país de origem é um desafio todos os dias.

Algumas das coisas que (re) descobri nesse tempo:

– O medo da violência nos destrói por dentro, nos mantém presos sem que saibamos. Até que um dia podemos viver outra realidade.

– A falta da família dá dor física no peito.

– Gentileza não custa nada, mas gera lucro para os dois lados.

– Assim como água e comida, amizades são essenciais para nós mantermos saudáveis.

– Nascemos, vivemos e morremos sozinhos com nossas incertezas e inseguranças. Ninguém vai conseguir dividir elas com você.

– Timidez nos bloqueia, mas é possível superar, mesmo com aquela dor na barriga.

-Tempo: um bem valioso e temos que o administrar da melhor forma para manter nossa saúde física e mental.

– É possível e maravilhoso aprender coisas novas todos os dias. Basta sairmos do nosso conforto.

E por fim: saibamos amar, cuidar e valorizar sempre quem está ao nosso lado, nos apoiando e suportando, estando perto ou longe.

Que eu possa ser cada dia uma pessoa melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s